Papo carregado com a Estilista Nihova Santos

Oi gente, hoje vamos dar uma volta na província de Benguela para bater um papo com uma das muitas estilistas carregadas que tem no nosso país. Cada dia que passa me orgulho mais dos descobrimentos carregados que o carrega me proporciona. Eu particularmente achei o trabalho incrível e espero que vocês não fiquem só pela entrevista procurem a página dela no facebook e vejam também o belíssimo trabalho que ela faz.

Dito isso, vamos carregar …

Com objectivos bem traçados a carregada com certeza é uma fonte de inspiração não só a nível profissional mas a nível pessoal, então é isso espero que gostem do papo.

10455544_10203419052333477_1103707033_n

CBA: O blog está ligado a moda e por essa razão a Nihova Santos foi escolhida para bater um PAPO CARREGADO connosco. Diga – nos qual é a sua ligação com a moda?
Nihova: Além de estilista, sou Dona e fundadora da marca Raiz’s de Nihova.

CBA: Para que as pessoas conheçam um pouco de si, descreva – se resumidamente, quem é a Nihova Santos afinal de contas?
Nihova: Nihova Santos é a menina que nasceu e cresceu nas praias da Restinga no Lobito, no seio de uma família humilde e com fortes valores morais e culturais.

CBA: Qual a sua maior qualidade?
Nihova: A humildade de saber que sou imperfeita.

CBA: E o seu maior defeito?
Nihova: São tantos que nem sei por qual começar (risos).

CBA: É boa de garfo? Gosta de cozinhar?
Nihova: Sim. Toda gente que gosta de cozinhar é boa de garfo, porque não tem como não deliciarmos sem nos fartarmos do que cozinhamos com tanto prazer.

CBA: O que é que a Nihova Santos mais gosta e o que mais detesta?
Nihova: Gosto de ter e estar em paz, pois que assim tudo flui de forma harmoniosa e natural… Detesto que tentem tirar-me isso.

CBA: O que é que a carregada não faria por nada?
Nihova: Deixar de ser eu (risos).

CBA: O que é que mais gostaria de fazer para além do que faz na moda?
Nihova: Mais nada pois, desde cedo comecei a tentar modificar as minhas roupas, e nunca ficavam do jeito que imaginava, ficavam *piores* e estou até hoje nessa luta.

CBA: Porquê moda e não outra coisa?
Nihova: Cada um deve seguir as suas inspirações, apenas segui a minha.

CBA: Como a Nihova Santos descreveria a moda internacional e a angolana atualmente?
Nihova: Penso que a moda internacional está em constante mudança não de estilo, mas sim da maneira de fazer tais estilos. Está a arranjar outros caminhos para atingir os mesmos objectivos. Está trabalhar com materiais muito distintos no sentido de tornar o comum diferente.
Quanto a moda angolana, penso que ainda somos pioneiros e não vale a pena correr muito, porque o melhor é subir todos os degraus o caminho é bastante longo ainda há muito para se explorar, até dos estilistas em fim de carreira.

CBA: Cite 3 nomes da moda angolana que admira o trabalho que fazem.
Nihova: Elizabeth Chicapa, Rose Palhares, Projecto Mental. Eles dispensam comentários.

CBA: Considera – se uma fashionista?
Nihova: Desde que resolvi seguir as minhas inspirações, tenho me sentido sim uma fashionista. Sempre que acabo de vestir nem acredito que sou eu (Risos).

10490248_10203419051853465_1987915080_n (1)

CBA: Tem algum sonho com relação a moda, que gostaria muito de realiza – lo?
Nihova: Sim, gostaria de influenciar mais relativamente a moda africana e em particular a angolana, penso que seria optimo ver mais pessoas a vestirem as belas roupas africanas e as inspiradas na nossa cultura, pois através deste fenómeno haveríamos de influenciar no resgate da nossa historia.

CBA: Normalmente as pessoas tendem a desistir muito fácil, qual é o seu segredo para manter o foco?
Nihova: É simples, humildade e ter as coisas bem projectadas para podermos acompanhar passo a passo e não dar por conta dos anos a passarem.

CBA: Como define o seu estilo?
Nihova: Defino como uma adaptação entre o Sonho e a Realidade ou entre a Realidade e o Sonho. (Realidade porque inspiro-me nas vestes e matéria prima usadas desde as nossas origens e Sonho porque tento imaginar até aonde já estaríamos se tivéssemos trabalhado ininterruptamente no desenvolvimento das nossas vestes.

CBA:O que pensa na hora de se vestir?
Nihova: não penso, apenas visto. Sou tão apaixonada pelo meu estilo que está hora de se vestir tem sido dos melhores momentos do dia, chego a dormir pensando nesta hora (risos).

CBA: Qual é o seu critério na hora de comprar alguma roupa ou calçado ou acessório?
Nihova: Procurar o mais estranho possível.

CBA: Defina o seu closet .
Nihova: (risos) Não tem definição possível, nem eu o entendo.

CBA: Qual a maior loucura fashion que já fez?
Nihova: Mudar a vida comum para me dedicar a este projecto, foi das coisas mais extraordinárias que senti acontecer. E a “Loucura continua ”.

CBA: Marcas, o que significam na sua vida?
Nihova: Não ligo muito a marca mas sim a beleza efectiva dos artigos. O mesmo recomendo as pessoas que gostam dos meus produtos, que olhem para beleza para os detalhes só assim hão-de se apaixonar e cuidar das suas peças.

CBA: Que cores mais gosta de usar?
Nihova: Na linha que estou vestindo actualmente não tenho como escolher ou gostar de uma cor, porque a moda africana é um “arco-íris completamente fantástico”.

CBA: Prefere estações frias ou quentes? Porquê?
Nihova: Conforme referi anteriormente, nasci e cresci em Benguela-Lobito clima predominante quente, então de forma automática adotamos este clima.

CBA: Qual o seu acessório preferido?
Nihova: O Sorriso.

CBA: O que é que não pode faltar na sua bolsa?
Nihova: Coragem (risos).

CBA: O que é que não pode faltar no seu closet?
Nihova: Tecido. Que do resto trato eu.

CBA: Qual é o seu sonho de consumo?
Nihova: Continuar a desenvolver a marca Raiz’s e ajudar novos e velhos talentos nos seus projectos, e claro aprender tudo que possível neste intercâmbio.

CBA: O que acha dos blogs de moda angolanos?
Nihova: Acho que devem estar 1000 passos a frente de nós estilistas, do tipo que conforme vamos comprar a primeira agulha ou primeiro tecido também os encontremos, porque eles podem ser uma grande fonte de inspiração tanto de estilo como de determinação. Por isso mesmo penso que devem investir muito mais no marketing.

CBA: O que mais detesta na moda?
Nihova: A disputa não saudável (Competição).

CBA: O que mais gosta na moda?
Nihova: O espírito criativo que envolve as pessoas, a capacidade de tornar coisas sem valor em artigos completamente úteis.

CBA: Qual é a sua marca favorita?
Nihova: Raiz’s porque é uma marca que tem tudo haver comigo.


10490259_10203419051533457_1193624022_n

CBA: Algum conselho para as pessoas que vão ler esse papo?
Nihova: Claro, que tirem as suas relações a vontade sem medo de errar, que depois eu corrijo (risos).

CBA: Então alguma sugestão ou alguma recomendação para o Carrega by Ac?
Nihova: Sim, o mesmo que disse anteriormente sobre os blogs em geral, que estejam muito mais a frente do que nós que muito precisamos de vós, pois vocês são o trampolim.

Obs. A saia e a blusa de pano africano são da marca da carregada (Raiz’s de Nihova).

Eu (Acelga Esteves) acredito que as pessoas vão gostar da entrevista eu particularmente gostei e desejo que todos seus objectivos sejam concretizados, você merece. Mais uma vez obrigado #carregada 😀

É nacional, é bom é o Carrega by Ac.

Carrega gente … não custa nada

XOXO

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s