Testamento

Os bens são coisas 

passageiras

que não nos tornam pessoas

sinceras

nem honestas 

 

Mãe deixo – te a minha raiva

pois algumas vezes

eu parava e pensava

no que é que te faltava

a RAIVA, pois com ela

darás cabo dela

daquela tua bondade

que fez darem cabo da tua integridade

 

A ti pai dou – te o meu silêncio

pois só calado

ouvirás as verdades que te cercam

 

A ti mano dou – te sabedoria

porque a quem diria

que um sábio não ria

só pensava

então pensa

 

A ti mana mais velha dou – te o meu coração

amargo como limão

digno para os convencidos

convencido para os ricos

multirracial

e real

muito real

 lá só eu mando

e de lá ninguém me tira

 

A ti mana nova dou – te coragem

pois a minha coragem

ajudou – me muito 

e cá estou eu …

 

A ti filho meu 

deixo – te tudo que é meu

minha perseverança 

meu realismo

minha esperança

doce herança

é uma aliança que prova

que de ti não me esquecerei

e que de ti cuidarei

 

E como invisível

não é estável 

e nem tudo é agradável 

a mim nada pertence

e o meu eu nada merece

mas um futuro

nós favorece

e de mim 

uma saudade ausente.

 

Escrito por Acelga Esteves

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s